Rubéola

O que é? - Rubéola

A rubéola é uma doença transmissível, causada pelo vírus da rubéola, sendo caracterizada por erupções vermelhas na pele. É uma infeção viral contagiosa. 49

Qual o impacto? - Rubéola

Mais de 100 000 bebés nascem com Síndrome da Rubéola Congénita (SRC) todos os anos. 50

Como se transmite? - Rubéola

A rubéola transmite-se por: 49

  • Contacto com secreções nasofaríngeas por dispersão de gotículas provenientes de pessoas infetadas.
  • Contacto direto com uma pessoa infetada com o vírus.
Sintomas? - Rubéola

Cerca de 50 a 75% das infeções apresentam erupções na pele: rosa pálido, lisas e regulares de distribuição rápida (24 a 48h), iniciando-se na face, passando para o pescoço, tronco e extremidades.49

Aparecem gânglios palpáveis e dolorosos na zona posterior da cabeça e nuca, e que podem surgir antes das erupções na pele.49

A febre baixa é outro sintoma comum.49

Além disso, existem sintomas complementares: dor de cabeça, mal-estar, conjuntivite ligeira, inflamação e corrimento nasal, dor articular, falta de apetite, dor a engolir e tosse.49

Complicações? - Rubéola

Até 70% das mulheres que contraem rubéola podem sofrer de artrite. Em casos raros, a rubéola pode causar problemas graves, incluindo infeções cerebrais e problemas hemorrágicos. 50

A complicação mais grave da infeção com rubéola é o mal que pode causar ao bebé em desenvolvimento de uma mulher grávida. Se uma mulher grávida não vacinada for infetada com o vírus da rubéola, pode ter um aborto espontâneo ou o seu bebé pode morrer logo após o nascimento.50

Além disso, pode transmitir o vírus ao bebé, que pode desenvolver defeitos congénitos graves, tais como: problemas de coração, perda de audição e de visão, incapacidade intelectual, e danos no fígado ou no baço. Os defeitos congénitos graves são mais comuns se a mulher for infetada no início da gravidez, especialmente no primeiro trimestre. Estas anomalias congénitas graves são conhecidas como síndrome da rubéola congénita (SRC).50

Como tratar? - Rubéola

Não existe tratamento específico para a rubéola. 51

Como prevenir? - Rubéola

A forma mais eficaz de prevenir esta doença é através da vacinação. A vacina contra a Rubéola está incluída no programa nacional de vacinação, de forma gratuita.46, 49

saude24