PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE A MENINGITE

Consulte a lista em baixo das perguntas frequentes sobre Meningite.

A meningite é uma doença que afeta todas as idades. Apesar da incidência da doença ser maior nos bebés e crianças, os adolescentes e jovens adultos também estão em risco. No caso da meningite meningocócica, os adolescentes e jovens adultos são mais propensos a alojar a bactéria na garganta e no nariz, sem apresentar sintomas. No entanto, enquanto portadores da bactéria, podem transmiti-la aos mais susceptíveis ou podem vir a desenvolver a doença.24 Saiba mais em GRUPOS DE RISCO

A meningite é a inflamação das membranas que envolvem e protegem o cérebro e a medula espinal. Pode apresentar diversas causas, sendo os vírus e bactérias os principais responsáveis. No caso da meningite meningocócica a bactéria responsável é a Neisseria meningitidis 1 . Saiba mais em O QUE É?

A vacina contra a doença meningocócica invasiva do serogrupo B vai entrar no PNV a partir do dia 1 de Outubro de 2020. Todas as crianças nascidas a partir de dia 1 de Janeiro de 2019 terão acesso a esta vacina de forma gratuita no PNV, sendo o esquema aprovado administrado aos 2, 4 e 12 meses. Deste modo, todas as crianças e adolescentes nascidos antes do dia 1 de Janeiro de 2019 não serão abrangidos pelo novo PNV relativamente à vacina contra a doença meningocócica invasiva do serogrupo B. 91

Os sintomas iniciais da doença são pouco específicos e facilmente confundíveis com uma gripe ou outra doença menos grave. Deste modo, a presença de febre por si só não é um factor que confirme que se trata de uma meningite. Fique alerta e contacte de imediato o seu médico em caso de suspeita. 37 Saiba mais em SINAIS E SINTOMAS.

Não. A evolução da doença é rápida e pode ser fatal em apenas 24 horas. Após o aparecimento dos sintomas específicos a probabilidade de surgirem sequelas é maior. Deste modo, quanto mais cedo for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento adequado, melhor é o prognóstico (evolução da doença). 37

Crianças com idade <1 ano representam o grupo etário com maior risco para a doença, pelo que um eventual atraso no início do esquema de imunização, pode representar colocar em risco a proteção do seu filho. 91

A transmissão ocorre através das secreções respiratórias ou por contacto directo com fluídos da pessoa infectada. Pode ocorrer de formas tão simples como através do espirro, tosse e/ou beijo. 26 Saiba mais em COMO SE TRANSMITE?

Sim. É perfeitamente seguro, pois após tratamento adequado a bactéria já foi eliminada do organismo deixando assim de existir risco de transmissão. 24

A predominância dos diversos serogrupos varia de país para país e ao longo do tempo. Em Portugal e na Europa o serogrupo B é o predominante sendo responsável por 70% (2018) 6 e 61% (2015) 90 dos casos, respetivamente. Contudo deverá sempre falar com o seu médico e/ou marcar uma consulta do viajante para obter mais infomações consoante o destino. 24 Saiba mais em GEOGRAFIA E AMBIENTE

A proteção conferida por qualquer vacina só pode ser assegurada após o seu esquema de imunização integralmente completo, nos intervalos recomendados. Por este motivo, eventuais atrasos na administração de doses subsequentes de esquemas já iniciados, pode representar colocar em risco a proteção do seu filho. 91

saude24